• Facebook
  • (34) 99886 0078
  • Youtube
05/08/2017 -
Escola estadual Antônio Atanásio de Quintinos e destaque no portal da educação do estado de Minas Gerais

“Exemplo a nível estadual” Escola do distrito de Quintinos tem adesão de quase metade dos alunos em ações da Educação Integral. Oficinas com, quatro macro conteúdos, são oferecidas aos alunos do Ensino Fundamental

Com quase metade do número total de alunos atendidos participando das ações de Educação Integral, a Escola Estadual Antônio Atanásio, localizada no Distrito de Quintinos, em Carmo do Paranaíba (SRE/Patos de Minas), chama atenção na região pela qualidade da educação e é um dos símbolos do avanço da rede estadual mineira no atendimento dos estudantes na Educação Integral e Integrada desenvolvida pela Secretaria de Estado de Educação. Dos 275 alunos matriculados no Ensino Fundamental (75 no Ensino Médio) da unidade escolar, 125 estão inseridos nas ações de educação integral.

Segundo o diretor Paulo César Silvano, a escola reconheceu nessa oferta a oportunidade de inclusão social “e uma forma de garantir aos alunos, direitos de equidade e igualdade”. Toda a comunidade escolar foi mobilizada. A equipe elaborou um projeto que oferecia oficinas divididas em quatro macro conteúdos: Acompanhamento Pedagógico; Esporte e Lazer, com atividades de voleibol, basquete, futsal e futebol; Cultura, Artes e Educação Patrimonial, com atividades de canto coral e iniciação musical com flauta doce, instrumentos de corda, fanfarra e banda; Comunicação, uso de mídias e cultura digital e tecnológica: Tecnologias Educacionais e Rádio Escola.

1

Os resultados se tornaram conhecidos até em cidades vizinhas, conta o diretor. “O coral e a fanfarra foram chamados para apresentações em sete municípios de nossa região. A orquestra de flauta doce chegou a 100 alunos inscritos e já se apresentou nas conferências municipais de saúde, de ação social, em igrejas em centros comunitários”, relatou Paulo César.

Com apoio pedagógico, os alunos desenvolvem atividades de formas lúdicas e concretas. Em Língua Portuguesa, cada aluno anexava aos projetos sua autobiografia. Nas aulas de Geometria, exemplifica o diretor, eles usavam materiais e objetos para definir conceitos e formas e espaços. A oficina de acompanhamento pedagógico, direcionada a professores com perfil e experiência de alfabetizador, tem como foco promover o desenvolvimento de habilidades para a escrita e leitura e interpretação de matemática.

Nos anos finais, a escola conta com uma professora de Língua Portuguesa e uma de Matemática, e os trabalhos são realizados através de oficinas de escrita e leitura. No caso do Português, o teatro foi a opção. Já em Matemática, o recurso mais utilizado é do concreto, onde o aluno é levado a perceber a utilidade da matéria em seu cotidiano, através de objetos e espaços.

Na oficina de Esporte e Lazer, a escola proporciona ao aluno o gosto pela prática esportiva, trabalhando quatro modalidades esportivas, que são usadas como meio para inseri-los dentro de um mundo com diferenças. “Muitas vezes o aluno fraco em leitura na sala de aula é o craque na quadra o que é utilizado para levantar sua autoestima, possibilitando assim uma melhora do mesmo nas matérias em desenvolvimento”, disse o diretor.

2

A oficina que mais repercutiu no ambiente escolar e fora dele é Cultura, Artes e Educação Patrimonial. O trabalho foi iniciado por um professor de cidade vizinha aplicando musicalização através do desenvolvimento de oficinas de flauta doce e de canto, coral, violino, violoncelo, violão e Banda Fanfarra. “A fanfarra, iniciada em 2014, com instrumentos emprestados pela prefeitura numa parceria da escola com o município, já proporcionou aos alunos conhecer 7 cidades diferentes”, explica o diretor.

3

Dentro da oficina de Comunicação, uso de Mídias e cultura Digital e Tecnológica, a escola procura realizar a alfabetização digital dos alunos com aulas de informática básica, jogos e atividades de alfabetização buscando oferecer ao aluno um contato com o mundo através do computador. Ainda é desenvolvido pelo mesmo professor as oficinas da Rádio escola, valorizando a oralidade do aluno e a comunicação.

Fonte: www.educação.mg.gov.br



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Colunistas
Gabriel Martinez
Luiz Fernando Soares
Jefferson Domingues de Oliveira
Cotações
Obituário
Anisia Angelica da Silva - Dona Ninzita viúva de José Leivino
22/01/2018
Dalila Maria Oliveira Lopes Moreira - Lila
20/01/2018
Ordalia Silvia Fernandes Santana - Dona Ordalia
17/01/2018
Paulo Custodio da Silva
15/01/2018
Helio Rocha
13/01/2018
Newsletter
Cadastre-se e receba nossas atualizações.